Bacalhau à Zé do Pipo


Invariavelmente eu faço bacalhau no domingo de páscoa. Tento variar as receitas, mas vira e mexe eu volto ao Zé do Pipo. Tenho quase uma ligação emocional com esta receita... um pouco de exagero!

A verdade é que gosto de fazer e mais ainda de comer!
  Nem sei qual a receita original, se é que tem uma. Esta foi a primeira que aprendi há pelo menos 25 anos. Fiz uma ou outra adaptação, nada que mude a cara da receita.

Esta quantidade serve tranquilamente 6 pessoas.

Aqui eu mostro como dessalgar o bacalhau.

Você vai precisar de,
1 kg de postas de bacalhau
1 litro de leite
3 cebolas grandes em rodelas
4 colheres (de sopa) de azeite
1 folha de louro
sal e pimenta do reino moída na hora a gosto
4 tomates bem maduros sem pele e sem sementes
4 colheres (de sopa) bem generosa de maionese

1 kg de batatas cozidas e passadas pelo espremedor
1 xícara (de chá) de leite (do cozimento do bacalhau)
1/4 xícara (de chá) de manteiga
1/2 xícara (de chá) de parmesão ralado ou queijo pecorino
azeitonas pretas a gosto
azeite para regar 

1. Numa panela alta leve o bacalhau ao fogo com o leite. Cozinhe por 15 minutos no fogo brando. Escorra o bacalhau e reserve o leite restante.

2. Refogue a cebola no azeite com o louro. Quando estiver macia acrescente, sal, pimenta do reino (a gosto), e os tomates picados. Em fogo baixo 10 minutos. Reserve

3. Misture as batatas já cozidas e espremidas com o leite que sobrou do bacalhau e a manteiga. Incorpore bem fazendo um purê. Acerte o sal.

Hora de montar o prato

4. Numa travessa coloque as postas de bacalhau, por cima o refogado com cebolas. Coloque colheradas da maionese e alise . 
Com uma colher faça bolinhos com o purê e cubra toda a travessa. Salpique o queijo, arrume as azeitonas pretas regue com o azeite de sua preferência e leve ao forno para gratinar.





Denise Moraes

Apaixonada por aromas e sabores da culinária.

0 comentários: